25 de abr de 2012

Marilyn Manson Born Villain Album Download

Finalmente o oitavo álbum de estúdio deste verdadeiro ícone mundial está disponível.

Livre pra fazer o que bem entende, sem o crivo e manipulação da gravadora, é um material excelente que atingiu uma qualidade que ha muito Manson não conseguia.
Quem gosta dos álbuns clássicos da trilogia, vai gostar desse com certeza. Quem ainda não o conhece, aí está um belo material para conhece-lo.

Tracklist:

01. Hey, Cruel World…
02. No Reflection
03. Pistol Whipped
04. Overneath the Path of Misery
05. Slo-Mo-Tion
06. The Gardener
07. The Flowers of Evil
08. Children of Cain
09. Disengaged
10. Lay Down Your Goddamn Arms
11. Murderers Are Getting Prettier Every Day
12. Born Villain
13. Breaking the Same Old Ground
14. You’re So Vain» feat. Johnny Depp



LINK DIRETO SEM PROTETOR
Mediafire
Mega

Breve resenha do álbum:

Manson, nu e crú, mas ainda Manson. Diferente de tudo o que já foi sem deixar de ser semelhante. É um álbum que não há melhores palavra para descreve-lo do que as do próprio Manson: visceral, teatral, letal. Gritos pesados, recitais lentos, versos repetidos ou contínuos. É brilhante, sem dúvida, mas eu realmente esperava um pouco mais. Dizia ser tão semelhante com o ACSS que eu achei que fosse mais. Algumas faixas são até dançantes, outras mais pesadas, mas ainda assim, um bom rock.


01. Hey, Cruel World…
A música onde o trecho há muito tempo revelado "I'm Among no One" toca. É uma boa música de abertura, que nomeia a turnê deste álbum e é um verdadeiro tapa na cara da sociedade. Manson atinge notas incríveis nessa faixa, coisa que acho difícil de ele consegir ao vivo, mas não acho impossível, se esse cabra se cuidar.

02. No Reflection
Primeiro single do álbum que rendeu um clipe excelente. É bem sonora e retrata bem essa nova fase do Manson

03. Pistol Whipped
Achei a faixa mais obscena do álbum. Gemidos sexuais nada discretos vão soando em uma música lenta, mas ainda assim, boa. Me lembra um pouco "Apple of Sodom"

04. Overneath the Path of Misery
A famosa música que serviu de pano de fundo para o trailler do disco, finalizada em de cara nova. Inicialmente, parece que estamos ouvindo "The Family Trip", a sonoridade é de uma semelhança incrível. A letra nada mais é do que excertos de "Macbeth" usados no vídeo.Em seguida, do nada um conhecido toquinho explode e a faixa começa, com novas equalizações e totalmente reformulada. Novos versos com o nome da música foram acrescentados no final, deixando essa música ainda melhor.

05. Slo-Mo-Tion
É bem sexy, como um vai-e-vem amoroso e ao mesmo tempo sexual. Não é muito lenta, nem muito pesada, e pessoalmente, é uma das mais fraquinhas do álbum.

06. The Gardener
Manson mais recita versos do que canta... bem teatral.  Tocada ao vivo talvez seja praticamente idêntica à de estúdio, já que exige pouco da voz de Manson. Quando atinge um patamar mais musical do que recital, acaba do nada, como se fosse o fim de um ciclo do épico "ACSS".

07. The Flowers of Evil
Um metal indústrial delicioso. Twiggy faz um trabalho excelente aqui. Manson canta lentamente como em algumas faixas do "HW", mas depois do meio da faixa, volta a exigir de sua voz , sem exagerar, nem diminuir o ritmo do indústrial tão característico da banda.

08. Children of Cain
Outro industrial fantástico, lento, mas muito bom. Manson não força muito aqui, mas tem lá seus picos. Povalmente ele sabe que sua voz já não é mais a mesma, então investe em músicas um pouco mais lentas do que o de costume. 

09. Disengaged
Um sussurro ritimado invade seus ouvidos introduzindo uma faixa parecida com "Are you the rabbit?", mas aos meus ouvidos muito mais agradável. Do nada, Manson dá uns bons berros com picos muito bons. Picos esses que estavam no preview da faixa.

10. Lay Down Your Goddamn Arms
O que dizer desta faixa? É fantástica! Twiggy mostra seu talento como guitarrista, Manson não se mata berrando, mas também não fica na zona de conforto, não é muito lerda, nem pesada, nem leve demais.  Mais uma vez, o industrial se faz presente, de forma magistral. A música atinge seu ápice e deopois acaba, deixando uma deliciosa vontade de repeti-la.

11. Murderers Are Getting Prettier Every Day
Introdução lenta, porém quando Manson começa a cantar, vai pra valer. Por instantes, parece que usa o filtro de "Portrait", e se não fosse o peso das guitarras e a maturidade da banda, se encaixaria perfeitamente no álbum de estréia. A mescla com sirenes perto de 2:30 deixa não claro se são policiais ou "ambulanciais". Guitarras mais uma vez fantásticas. É uma das faixas mais animadas do álbum [no sentido de serem o inverso de lentas]. Quando você pensa que a faixa vai acabar, ainda há um recital [bem teatral isso], e finalmente termina.

12. Born Villain
A faixa título se inicia aparentemente acústica pela sua introdução, um violão agradável a inicia. É bem teatral, industrial, ritimada e retrata bem o álbum como um todo. Além de ser a faixa-título, é a mais longa do álbum. Mais uma com guitarras excelentes. O fim não é repetino, mas lento e diminui aos poucos.

13. Breaking the Same Old Ground
O que parece ser a introdução de "Count to 6 and die" revela-se uma caixinha de música. Manson começa a cantar como que descontextualizado e antes da faixa completar um minuto, vem o som da banda, sem abandonar a caixinha de música, sempre com alguém dando-lhe corda. É uma faixa que, literalmente, quebra com a velha mesmice; pois inova em todos os sentidos.  É uma boa faixa de fechamento do album.


14. You’re So Vain» feat. Johnny Depp

Faixa bônus, onde Depp não canta, apenas faz as guitarras, e convenhamos, muito bem. Esse cara, além de um ator muito bom, ainda toca pra diabo. Um cover que tem tudo pra ser single e ter clipe, tal como "Sweet Dreams", "Tainted Love" e "Personal Jesus".





Lembrando: Este blog NÃO INCENTIVA PIRATARIA. Possuo TODOS os originais, tendo o único intuito o de popularizar culturas de difícil acesso. Os arquivos DEVEM ser excluídos em até 24 horas após baixados. Se você gostou do material, valorize-o e ajude o artista: compre o original. Se você baixou É de TOTAL responsabilidade SUA o que fazer com os arquivos. ____________________________________________________________________________ Remember: This blog NOT ENCOURAGES PIRACY. I have all the original material, with the sole aim of popularizing the culture of difficult access. The files MUST be deleted within 24 hours after download. If you liked the material, treasure it and help the artist: buy the original. PIRACY IS A CRIME If you downloaded is the sole YOUR responsibility what to do with the files. ___________________________________________________________________________  Recuerde: en este blog NO ANIMA LA PIRATERÍA. Cuenta con todos los originales, con el único objetivo de popularizar la cultura de difícil acceso. Los archivos deben ser eliminados dentro de 24 horas después de la descarga. Si te ha gustado el material, ayudar al artista: comprar el original. Si ha descargado es de la exclusiva responsabilidad SU qué hacer con los archivos.

4 comentários:

  1. Anônimo25/4/12

    CARAAAAAAAAALHOOOOOOOOOOOOO

    Você já conseguiu?

    OBRIGADAAAAAAAAAAAAAAAA

    ResponderExcluir
  2. Poutz cara, vc eh f*da mesmo eihm... eu ia esperar ateh o dia 1 de maio que lança em todo lugar o cd, mas jah tem aqui, nossa, muuuuuuito obrigado mesmo, parabéns cara..

    ResponderExcluir
  3. Anônimo15/1/14

    esse disco é o melhor
    nunca pensei que algum fosse superar o anticrhist superstar, mas esse conseguiu!

    ResponderExcluir

Você também poderá gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...